>

Keblinger

Keblinger

O Círio Pascal e o seu significado

| 01 Abril 2013
Desde o inicio, a Igreja celebra a Páscoa anual, solenidade das solenidades com uma vigília nocturna, a Vigília Pascal. “Esta é a noite em que Jesus rompeu o inferno, ao ressurgir da morte vencedor”, canta-se no Precónio pascal.

Esta grande celebração divide-se em quatro partes: 
- o Lucernário (este rito inicial é composto por quatro 'etapas': a bênção do fogo, preparação do círio, procissão e anuncio pascal); 
- a Liturgia da Palavra (depois da bênção do fogo, a Igreja medita nas maravilhas que Deus realizou em favor do seu povo confiando na sua palavra e nas suas promessas. Nesta noite, cumprem-se em Jesus Cristo, morto e Ressuscitado, as grandes obras de Deus, anunciadas no Antigo Testamento);
- a Liturgia baptismal (segundo a antiga tradição, nesta noite os catecúmenos recebiam, após uma intensa preparação, o Sacramento do Baptismo e eram de facto admitidos à fé da Igreja. O baptismo torna-nos um com Cristo, insere-nos no seu corpo - pela graça deste sacramento somos sepultados e ressuscitamos com o Senhor);
- e a Liturgia Eucarística (este é o ápice da vigília, é de maneira plena o sacrifício da Páscoa, isto é, memorial do sacrifício da cruz e da presença do Ressuscitado, plenitude da iniciação cristã e antecipação da páscoa eterna).

Depois de nos situarmos um pouco nesta celebração e quanto ao momento em que o 'Lume Novo' é introduzido na mesma, colocamos a pergunta: Qual o significado do Círio Pascal?
Nesta imagem terás a tua resposta...




0 comentários:

Enviar um comentário

 

Copyright © 2011 Catequese de Rendufinho